DB Runner 2018: um show de premiações, homenagens e muita festa em comemoração aos 60 anos do Colégio Dom Bosco

29.05.18

Na VII edição do DB Runner, as atenções estavam voltadas para o novo percurso da corrida! Os corredores chegaram cedo e estavam ansiosos para a largada. Este ano, a competição ganhou um novo roteiro, em comemoração aos 60 anos do Colégio Dom Bosco, a largada e chegada ocorreu no próprio colégio, e o percurso, uma corrida em direção à Lagoa da Jansen nos 5 e 10 km traçados para a competição.

Em clima de festa, os corredores foram recepcionados por Pepê Junior e sua banda,ao retornarem da prova. Tivemos a entrega das medalhas de participação, e dos troféus para cada categoria, embalados pelas músicas da atualidade tocadas a cada intervalo e subida no pódio. E festa certamente é uma palavra que resume os acontecimentos da manhã de domingo, dia 27 de maio. 

Neste ano, as medalhas da corrida tinham um significado especial, pois eram a última parte da mandala comemorativa aos 60 anos do Colégio, que começou a ser entregue aos participantes na corrida de 2015. Os atletas que correm com a gente desde esse ano, estavam ansiosos para receber a medalha de 2018, que, junto com as medalhas de 2015, 2016 e 2017, formam a mandala comemorativa, idealizada pelo designer Marcelo Vasconcelos, que foi um dos homenageados desta grande festa, e recebeu, juntamente com as diretoras Ceres Murad e Elizabeth Rodrigues, a mandala completa. O diretor executivo, Nelson Fontinhas, a professora Moud Jalyla (ex-coordenadora de esportes do Colégio, foi das organizadoras do Runner desde a sua primeira edição), a coordenadora de eventos, Lucilene Reis (responsável atualmente pela organização do evento, também participou da organização do Runner desde a primeira edição), e todo a direção atual da instituição também foram homenageados e receberam as mandalas completas.

Os alunos do Colégio Dom Bosco também marcaram presente, para participar de uma atividade especial que aconteceu após a corrida, com o plantio de mudas de ipês, no entorno da escola, uma bela forma de presentear o colégio pelos seus 60 anos de fundação. O plantio das mudas, é fruto da parceria entre a Prefeitura de São Luís, a Suzano Papel e Celulose, e o Colégio Dom Bosco. Estiveram presentes neste momento de homenagens, a primeira-dama, Camila Holanda, madrinha do programa "São Luís, Cidade Jardim" (projeto que visa incentivar população a arborizar bairros), representantes da Suzano Papel e Celulose, Rakel Murad, e as diretoras do Colégio Dom Bosco, Ceres Murad e Elizabeth Rodrigues.


Quem corre seus males espanta! Confira abaixo depoimentos de corredores desta edição do DB Runner sobre o benefício da corrida em suas vidas!

O pequeno Israel Câmara Serra, de apenas 10 anos, começou a levar a corrida à sério há uns 8 meses, incentivado pelo seu tio, o corredor Magno Galvão, de 33 anos. Ao ver o tio acordar cedo para correr, Israel começou a acordar cedo e começou a correr com o tio e seus amigos corredores. O tio elogia a atitude do sobrinho, e enfatiza que nos dias atuais, a criançada costuma ter uma vida sedentária, sempre à frente do computador, e que vê-lo tomar o gosto pela corrida desde cedo, vai torná-lo uma criança mais saudável. O pequeno Israel comenta que a corrida ajuda a melhorar a sua concentração, seus estudos, e até a sua saúde física contribui para que possa crescer saudável e seu corpo mais preparado para a vida adulta. E quem pode comprovar isso, é o seu tio Magno, que costumava ter problemas respiratórios e físicos, que foram diminuindo e quase sumindo de vez, depois de 2 anos de prática da corrida.

Israel Câmara Serra, 10 anos, e seu tio, Magno Galvão

A secretária executiva, Udilsyana Sena, corredora há mais de 6 anos, já participou de diversos campeonatos, e o mais marcante, foi a meia-maratona do Rio de Janeiro, que competiu em 2015. Atualmente está se preparando para uma competição de 21 km, mas confessa que ela gosta mais de corridas curtas, como a que participou no DB Runner, nos 5 km.

Udilsyana Sena, secretária executiva

Os amigos João Francisco Aguiar, 14 anos, e Pedro Kruk, 13 anos, começaram a praticar a corrida há 2 anos. O João Francisco costuma participar de competições a cada 2 meses, e o Pedro, fez sua estreia aqui na DB Runner, e gostou muito da experiência. O João Francisco nos contou que desde que começou a praticar a corrida, ficou bem mais produtivo nos estudos, além de ajudar a espantar a preguiça do dia-a-dia.

João Francisco Aguiar, 14 anos, e Pedro Kruk, 13 anos


Aos 68 anos, a religiosa Maria de Lourdes Alves de Lima, nos contou sobre as corridas que já participou, somadas mais de 200 competições, dentre elas, 5 maratonas, e modalidades entre 10 a 42 km por prova. Todas as suas participações ocorreram após seus 50 anos de idade, e sua primeira participação em corrida de rua, foi em uma competição de 10 km. Dentre os benefícios da corrida em sua vida, Maria de Lourdes se orgulha da sua motivação durante as práticas de exercícios, que são muito importantes, principalmente na sua idade, e também devido ao seu problema de coluna, pois a corrida ajuda a diminuir as suas dores na coluna. Atualmente, a freira tem feito corridas mais leves, de 5 km, por conta de uma lesão no tornozelo, e conta que o que vale é a superação. 

Maria de Lourdes Alves de Lima, religiosa